,
Pesquisar
Close this search box.
Compartilhar

Longevidade: David Sinclair estuda meios de “driblar” o envelhecimento

Por Lucas Morais, Jean Felipe em 26/mar/24, atualizado 26/mar/24 às 22:33
"As tartarugas de Aldabra podem viver por 250 anos, então por que não podemos?" Foto: David Sinclair em seu Instagram.
"As tartarugas de Aldabra podem viver por 250 anos, então por que não podemos?" Foto: David Sinclair em seu Instagram.

E se fosse viável desfrutar de uma existência prolongada, ultrapassando os 100 anos de idade com a mente lúcida e o corpo robusto e ativo? Embora possa soar como algo “utópico”, esse é o objetivo que o professor australiano de genética e PhD, David Sinclair, quer alcançar.

David Sinclair é um renomado geneticista e pesquisador na área do envelhecimento e da longevidade, além de lecionar na Harvard Medical School, uma das maiores universidades do mundo. Ele é conhecido por seu trabalho inovador em biologia molecular, particularmente em torno do papel dos nossos genes no processo de envelhecimento.

Atualmente, ele é um dos maiores expoentes dentro da ciência que estuda o envelhecimento e seus fatores, sejam eles genéticos à priori ou não. Mas, o que David Sinclair tem a dizer sobre o envelhecimento?

Como envelhecer menos rápido?

Sinclair acredita que a longevidade está ligada a uma série de hábitos saudáveis, incluindo uma alimentação equilibrada, a prática regular de exercícios físicos, um sono de qualidade e uma rotina com baixos níveis de estresse, combinada a atividades satisfatórias.

O geneticista alcançou destaque em 2003 com a sua pesquisa sobre o resveratrol, um antioxidante naturalmente produzido por plantas para proteger o corpo contra danos e patógenos. Ao ser consumido, este composto, encontrado principalmente no vinho tinto, mostrou-se capaz de retardar o processo de envelhecimento. A importância desse caso foi tão significativa que meios de comunicação como o New York Times dedicaram espaço para discutir sobre.

Em várias entrevistas, Sinclair disse que inclui o resveratrol em sua própria dieta, mas enfatiza que os resultados não são imediatos. Segundo ele, muitas pessoas esperam ver uma transformação instantânea, mas não é assim que funciona. É como se fosse um investimento para o futuro.

"Ao estudar espécies de longa vida, podemos descobrir seu segredo e aplicá-lo a nós mesmos, de modo que possamos ser resistentes a doenças relacionadas à idade, como câncer e Alzheimer." - David Sinclair. Acervo do Unsplash.
“Ao estudar espécies de longa vida, podemos descobrir seu segredo e aplicá-lo a nós mesmos, de modo que possamos ser resistentes a doenças relacionadas à idade, como câncer e Alzheimer” – David Sinclair. Imagem: Acervo do Unsplash.

Além do resveratrol, ele também faz uso de suplementos e medicamentos como NMN e metformina. A NMN é um composto encontrado em todas as células vivas, que aumenta os níveis de NAD+, essencial para a regulação das mitocôndrias. Sinclair destaca que o NAD+ diminui com a idade e vê nesses suplementos uma espécie de “fonte da juventude”, aproximando-nos desse conceito tão buscado.

Em relação à dieta, Sinclair está convencido de que a população tem o hábito de comer em excesso e com muita frequência. Assim, ele enfatiza a importância de mudar esse padrão, defendendo que é essencial que as pessoas comam menos. Não se trata de desnutrição, nem de passar fome, o que ele busca explicar é que o jejum pode ser uma prática útil e benéfica para promover a longevidade.

Segundo Sinclair, como as pessoas envelhecem?

Em setembro de 2019, Sinclair publicou o best-seller Lifespan: Why We Age – Why We Don’t Have To (Vida útil: Por que envelhecemos – por que não precisamos), livro no qual argumenta que o envelhecimento não é uma inevitabilidade e que não existe nenhuma lei biológica que determine que devemos envelhecer.

No livro, ele aborda também a Teoria da Informação do Envelhecimento, que postula que o corpo humano armazena dois tipos principais de informações: digitais e analógicas. A primeira refere-se ao genoma, que pode durar mais de 80 anos. Enquanto isso, a segunda é o epigenoma, uma estrutura presente dentro da célula que regula quais genes serão expressos e quais permanecerão silenciosos. Ao Inside Tracker, o pesquisador explicou: “Como a informação analógica é mais difícil de ser preservada, é a primeira a se deteriorar. E é isso, na minha opinião, que desencadeia o processo de envelhecimento”.

Vídeo complementar ao artigo. Podcast de Lewis Howes em Português (1).

Nem tudo são flores

Apesar do reconhecimento, prêmios e publicações em algumas das revistas científicas mais renomadas do mundo, o professor acabou se tornando em uma personalidade controversa da comunidade científica. Para alguns, ele é visto como um “vendedor habilidoso” que exagera na promoção de seu trabalho.

Uma das polêmicas mais recentes em que David Sinclair se envolveu, foi na divulgação de um estudo que dizia ter descoberto um coquetel de substâncias químicas que poderiam rejuvenescer os pacientes que o tomassem. O estudo foi divulgado na revista científica Aging, na qual Sinclair atua como co-editor, e revela algumas moléculas que, quando combinadas, têm o potencial de reverter o processo de envelhecimento celular.

O estudo foi submetido à revista Aging em 30 de junho, aceito em 4 de julho e publicado dia 12 de julho do ano passado. Muitos na comunidade científica destacam que o período de uma semana é extremamente curto para revisão por pares, especialmente considerando que o dia 4 de julho é um feriado nos Estados Unidos.

"Ao estudar espécies de longa vida, podemos descobrir seu segredo e aplicá-lo a nós mesmos, de modo que possamos ser resistentes a doenças relacionadas à idade, como câncer e Alzheimer." Imagem: Acervo exclusivo do Eu, Brasileiro (Jean Felipe).
Velho à esquerda e sua versão mais jovem à direita. Imagem: Acervo exclusivo do Eu, Brasileiro (Jean Felipe).

Especialistas observam que o estudo de Harvard é genuinamente interessante e inovador, porém ainda está em estágio muito inicial. Alguns dos compostos mencionados já foram investigados em pesquisas anteriores, mas podem acarretar problemas de saúde, como danos ao fígado.

Outra questão problemática na pesquisa é que, conforme relatado no artigo publicado, os cientistas afirmam ter conseguido modificar a idade de apenas um tipo específico de célula, e não do organismo como um todo. E apesar de todas as controversas, ainda não há um desfecho positivo ou negativo certeiro, afinal, é comum cientistas debaterem até que se chegue numa conclusão.

Todavia, David Sinclair parece estar acometido por décadas a reverter o envelhecimento. O resveratrol já se mostrou como peça importante do tema e é vendido hoje em farmácias e mercados de todo o Brasil como um forte antioxidante, por exemplo.

O que mais fazer para evitar o envelhecimento?

Com uma dieta baseada em vegetais, David Sinclair retirou o açúcar e a carne da alimentação para evitar o mal-estar e prevenir contra doenças como diabetes, obesidade e problemas cardíacos. “Eu raramente como qualquer coisa além de alimentos vegetais e de nozes, incluindo leite” disse ele em uma entrevista à revista GQ. Ele também afirma que não faz uso de álcool em quase nenhuma ocasião.

Praticar a meditação, exercício regularmente, usar suplementos vitamínicos e ter uma dieta equilibrada fazendo o uso de alimentos ricos em resveratrol presente em frutas vermelhas, amendoins e vinho tinto, também estão em sua lista.

Outro método de Sinclair para se rejuvenescer é o jejum. O pesquisador habitualmente dispensa o café da manhã, embora alerte que iniciar um período prolongado sem ingestão de alimentos pode ser prejudicial para os mais jovens. As três refeições regulares por dia, que geralmente são recomendadas, não são ideais para a longevidade segundo o especialista, pois os genes da longevidade podem ser ativados pelo jejum.

Vídeo complementar ao artigo. Podcast de Lewis Howes em Português (2).

Compartilhar:

Selecione uma marca para ir ao assunto relacionado:

Últimas Novidades
Conheça detalhes do Sora novo projeto da OpenAI que promete ser uma revolução no mercado audiovisual
A carreira do maior cestinha da história do basquete brasileiro e também um dos maiores nomes do esporte mundial
O Velho Lobo como alguns chamavam tem uma longa história na Seleção Brasileira indo desde jogador a treinador até coordenador
O técnico alemão foi uma referência dentro e fora dos campos seja nos resultados obtidos ou no carisma que demonstrou em entrevistas
Os 10 jogos de Nintendo Switch com maior aceitação da crítica segundo um dos maiores sites agregadores de reviews de games o Metacritic
Os 50 jogadores que mais ganharam dinheiro durante suas carreiras seja com salário ou contratos de publicidade