Pesquisar
Close this search box.
Marca+

Explorando “Sora”: Nova solução para a criação de vídeos com IA

Lucas Morais em 12/abr/24, atualizado 30/abr/24 às 20h – Compartilhe
Logo da OpenAI. Acervo do Pexels.
Logo da OpenAI. Acervo do Pexels.

A OpenAI, uma das organizações líderes no desenvolvimento de inteligência artificial (IA) e responsável pelo desenvolvimento do ChatGPT e do DALL-E, tem sido pioneira em inovações que moldam parte do nosso futuro. Desde sua fundação, a organização tem estado na vanguarda da pesquisa e no desenvolvimento de sistemas de IA avançados, buscando não apenas promover avanços tecnológicos, mas também garantir que essas inovações sejam benéficas e éticas para a humanidade.

Recentemente, a OpenAI anunciou seu mais novo projeto: Sora. Este projeto representa um passo ousado em direção às novas fronteiras da IA. Neste artigo, falaremos mais sobre as novidades do projeto Sora da OpenAI, que promete mudar o mercado audiovisual como vemos hoje.

O que é o projeto Sora?

Batizado de “Sora”, cujo significado é “céu” em japonês, esse modelo de inteligência artificial será capaz de gerar vídeos a partir de textos ou imagens. Apesar de já existirem modelos semelhantes no mercado, o diferencial do Sora é a sua base de conhecimento em modelos de linguagem, como o GPT. Com isso o Sora se torna capaz de interpretar com precisão instruções de vídeo e criar cenas detalhadas e envolventes, apresentando movimentos de câmera complexos e personagens realistas de maneira surpreendentemente natural.

Vídeo de divulgação do Sora (1). OpenAI.

Para atingir esse grau de realismo, o modelo emprega uma técnica avançada chamada Redes Generativas Adversárias (GANs), onde dois modelos de rede neural competem entre si: um gerador, responsável por criar as imagens e um discriminador, encarregado de avaliá-las. Esse processo de competição e aperfeiçoamento constante capacita o Sora a gerar resultados cada vez mais convincentes.

Os vídeos, a princípio, terão uma duração de cerca de 60 segundos mantendo tanto a qualidade visual, como a coerência com o comando dado pelo usuário. A qualidade do modelo e a capacidade de replicar a física da luz e sombra, movimentos e composições de maneira quase impecável, certamente representa uma revolução para a indústria audiovisual.

Vídeo de divulgação do Sora (2). OpenAI.

Quem poderá usar o Sora?

Nesse momento antes do lançamento, de acordo com a OpenAI, a ferramenta está sendo disponibilizada para “red teamers”, um grupo de especialistas em segurança cibernética, para avaliar riscos e assegurar que a inteligência artificial não produza conteúdo prejudicial ou inadequado. Ademais, a empresa está concedendo acesso a artistas visuais, designers e cineastas para obter feedback sobre como tornar o modelo mais útil para esses profissionais.

Apesar da intenção da empresa de promover o uso da IA de forma mais democratizada, não há, no momento um cronograma ou detalhes adicionais para compartilhar sobre a disponibilidade pública mais ampla de Sora. A OpenAI tem promovido várias medidas de segurança importantes, incluindo o envolvimento de políticos, educadores e artistas de todo o mundo para compreender as suas preocupações e identificar casos de utilização positivos para esta nova tecnologia.

Questões sobre como o Sora será utilizado: Benéfico ou não?

Como o projeto ainda se encontra em fase de testes, os procedimentos de segurança ainda estão sendo desenvolvidos. Além das avaliações realizadas pelos “red teamers”, estão sendo produzidas ferramentas para identificar conteúdo falso e alertar quando um vídeo foi gerado pelo Sora.

A empresa também anunciou outra medida de segurança: um classificador de texto que examinará e recusará solicitações que infrinjam as políticas de uso, como incitação à violência, conteúdo sexual, imagens de ódio, uso indevido de semelhança de celebridades ou propriedade intelectual de terceiros. Além disso, foram criados classificadores de imagens para revisar os quadros de cada vídeo gerado, assegurando a conformidade com as políticas de uso antes da publicação.

Apesar de extensas pesquisas e testes, não se pode prever as formas que as pessoas utilizarão a tecnologia, basicamente, se serão vistas como benéficas ou não. É por isso que aprender com o uso no mundo real é um componente crítico para criar e lançar sistemas de IA cada vez mais seguros ao longo do tempo.

Mesmo com todas essas incertezas inerentes ao lançamento de uma nova tecnologia, fica a certeza de que com cada avanço na área das IAs, nos aproximamos de um futuro no qual os limites entre o real e o artificial estão tão entrelaçados que nossa vida poderá ser significativamente transformada. E o Sora promete ser mais um passo nessa direção.

Compartilhar:

Selecione uma marca para ir ao assunto relacionado:

Marca
Últimas Novidades
A tecnologia esportiva tende a alcançar um patamar cada vez maior nos próximos anos, graças ao advento da IA e outras ferramentas.
Tudo indica que 2024 vai ser um grande ano tanto para a Inteligência Artificial (IA) quanto para a Web3, que é a próxima geração da internet.
Quem não quer rejuvenescer? Pesquisador de Harvard explica maneiras de prolongar a longevidade das pessoas.
Histórias de imortalidade e ressurreição sempre nos fascinaram. É por isso que experimentos têm sido realizados para tentar ‘enganar’ a morte.
A curiosidade humana é infinita e traz à tona uma enorme quantidade de perguntas ainda não respondidas. Veja estudos pouco conhecidos, mas significativos.