,
Pesquisar
Close this search box.
Marca+

Como a IA e a Web3 estão mudando o esporte definitivamente

Lucas Morais, Jean Felipe em 5/mar/24, atualizado 17/mar/24 às 14h – Compartilhe
Duas mulheres jogando futebol em um estádio. Acervo exclusivo do Eu, Brasileiro (Jean Felipe).
Duas mulheres jogando futebol em um estádio. Acervo exclusivo do Eu, Brasileiro (Jean Felipe).

Recentemente, o ChatGPT ganhou bastante destaque, e tudo indica que 2024 vai ser um grande ano tanto para a Inteligência Artificial (IA) quanto para a Web3, que é a próxima geração da internet. Essa expectativa vem de um estudo divulgado pela IMG, que olha para as novidades tecnológicas que devem marcar presença no mundo dos esportes em 2024.

O estudo aponta que a maneira como vivenciamos jogos nos estádios vai continuar evoluindo com ajuda de novas tecnologias digitais focadas nos fãs e também por avanços operacionais viabilizados pela Internet das Coisas (IoT) e pela IA. Isso inclui sistemas inteligentes para melhor gerenciamento do estádio, como controle mais eficiente de luzes e aquecimento, que não só tornam a experiência no estádio mais agradável para os torcedores, mas também podem ajudar a vender mais produtos nas lojinhas e bares por perto.

Expansão da Web3 e da Inteligência Artificial

Os especialistas da IMG estão de olho na Web3, que promete mudar a internet como a conhecemos, permitindo mais interação e personalização graças à sua estrutura descentralizada. Eles acreditam que isso vai transformar como curtimos esportes, com experiências imersivas que mudarão a forma de assistir e praticar esportes.

Para 2024, espera-se que a tecnologia esteja pronta para trazer inovações como transmissões em 360 graus, fazendo com que os fãs se sintam dentro do jogo, mesmo que estejam longe. O estudo também vê um futuro promissor para a IA no mundo dos esportes, tanto para criar novos tipos de conteúdo quanto para explorar novas oportunidades comerciais.

A IA também deve ser essencial para tornar as plataformas digitais mais personalizadas, daqui para frente. Além disso, o estudo prevê a ascensão do “mega influenciador”, com atletas, celebridades e investidores tendo um impacto ainda maior na indústria esportiva.

Crescimento do Futebol Feminino

Outro destaque do estudo é o avanço do futebol feminino, especialmente em plataformas tecnológicas. O interesse crescente nesse esporte, junto com uma base de fãs que adora tecnologia, coloca o futebol feminino em uma ótima posição para aproveitar as oportunidades trazidas pela era digital nos esportes e suas tendências de mercado.

Duas jogadoras disputando a bola. Acervo do Flickr.
Duas jogadoras disputando a bola. Acervo do Flickr.

Especificamente, esse público que está sempre conectado atrai muitos parceiros comerciais. Os fãs de futebol feminino, por exemplo, têm 20% mais chances de assinar serviços de streaming em comparação aos fãs de esportes masculinos.

Para exemplificar o crescimento do futebol feminino nas plataformas digitais, a NWSL, liga de futebol feminino dos EUA, lançou seu próprio serviço global de transmissão, que aumentou em 40 vezes o valor dos seus direitos de transmissão, graças a um acordo com a Endeavor Streaming.

Compartilhar:

Selecione uma marca para ir ao assunto relacionado:

Marca
Últimas Novidades
Com funcionalidades novas como interagir com a câmera do usuário ou ver sites em tempo real, o novo GPT-4o deve ser liberado para todos usuários.
A tecnologia esportiva tende a alcançar um patamar cada vez maior nos próximos anos, graças ao advento da IA e outras ferramentas.
Conheça detalhes do Sora, novo projeto da OpenAI que promete ser uma revolução no mercado audiovisual.
Você aceita ou nega os cookies? Saiba mais sobre como usar seu navegador para gerenciar cookies já armazenados e negar novos.
Equipe alemã bateu recorde atrás de recorde sob o comando do treinador Xabi Alonso.
O domínio do piloto holandês, Max Verstappen, está deixando a categoria do automobilismo mais chata e monótona?
De Barbosa à Vincius Júnior, o peso do racismo no futebol ainda é um problema muito grande e deve ser combatido.
Pela primeira vez na história, um jogo da liga é disputado em solo sul-americano. O Brasil é um dos principais mercados internacionais da NFL.
Conheça mais sobre as duas ligas que buscam diminuir as disparidades com os ganhos de cotas de TV para os times brasileiros.